quarta-feira, 30 de junho de 2010

Brumado passa a contar com posto do SAC para atender a região

O governo da Bahia, por meio da Secretaria da Administração (Saeb), inaugura nesta quinta-feira (1º) o posto SAC do município de Brumado, localizado na região sudoeste do estado.

Com capacidade para realizar 13 mil atendimentos/mês, o posto vai beneficiar cerca de 65 mil habitantes do município, além da população circunvizinha. A mais nova unidade do SAC estará aberta ao público tão logo seja inaugurada. O funcionamento do posto será de segunda a sexta-feira, das 8 às 14h.

Com a inauguração da nova unidade, a população, que antes tinha que se deslocar por 140 quilômetros até o posto SAC de Vitória da Conquista, passa a ter mais comodidade para retirar documentos como carteira de identidade, CPF, carteira de trabalho e antecedentes criminais.

Também terá acesso a serviços como seguro-desemprego e intermediação de trabalho, além de serviços próprios para os servidores estaduais, a exemplo do Planserv e da Previdência Estadual.

A implantação do posto foi realizada por meio de parceria entre a Saeb e a prefeitura de Brumado, que viabilizou o aluguel do imóvel e está cedendo um terço dos funcionários. A Saeb, por sua vez, ficou responsável pela aquisição e instalação de equipamentos e mobiliário, contratação e qualificação de pessoal e implantação da infraestrutura lógica da unidade.

De 2007 até agora, 11 unidades de atendimento já foram criadas, sendo três na capital (Pernambués, Pau da Lima e Salvador Shopping) e nove do Ponto Cidadão no interior. O posto SAC de Brumado é a 38ª unidade de atendimento ao cidadão e foi implantado em uma estrutura de cerca de 340 metros quadrados no Shopping Áppio, centro da cidade.

Mais unidades

A expectativa é que até o final do ano mais cinco postos SAC sejam inaugurados na capital e no interior, numa expansão de 76% no número de unidades em relação ao início de 2007.

Serão instalados também postos compactos nos municípios de Santa Maria da Vitória, Itaberaba e Camamu e unidades no formato tradicional nos municípios de Irecê e Paulo Afonso, além de Feira de Santana, que ganha mais um posto. Em Salvador, a novidade é o SAC Hora Marcada, no Shopping Paralela, inaugurado nesta quarta-feira (30).


Governo investe na restauração de mata ciliares na Bahia

Da Agecom

O Instituto de Gestão das Águas e Clima (Ingá), autarquia da Secretaria Estadual de Meio Ambiente, assina, na quinta-feira (1º), 22 convênios com 18 prefeituras e quatros instituições de ensino selecionadas na chamada pública de restauração de matas ciliares e entorno de nascentes. O evento acontece às 14h, no auditório do Ingá, no Itaigara.

Ao todo serão investidos aproximadamente R$ 1,6 milhão, sendo R$ 1,24 milhão de recursos orçamentários do Governo do Estado e o restante de contrapartida dos conveniados. A chamada pública, lançada pelo Ingá, no final de 2009, recebeu 70 projetos, dentre os quais foram selecionados 25, que contemplam os três biomas do estado - caatinga, cerrado e mata atlântica.

A estratégia faz parte do Programa Estadual de Restauração de Matas Ciliares e Nascentes, aprovado pelo Conselho Estadual de Recursos Hídricos (Conerh). Os projetos foram analisados e selecionados pelo Grupo Estadual de Matas Ciliares - composto por 39 representantes da sociedade civil, poder público e usuários de água - e apreciados pelos Comitês de Bacias Hidrográficas.

A chamada pública, segundo o diretor-geral do Ingá, Wanderley Matos, marca efetivamente as políticas ambientais desenvolvidas pelo governo estadual para a restauração de matas ciliares, pois, com essa iniciativa, fortalece-se uma nova cultura junto à sociedade para a proteção das águas.

As matas ciliares são importantes para a proteção dos corpos hídricos, garantindo não só quantidade, mas também qualidade das águas, reduzindo, com isso, os custos ambientais, econômicos e sociais para a sociedade. Um exemplo claro da necessidade da preservação e restauração das matas ciliares são as enchentes que assolam atualmente o Nordeste, em especial, Alagoas e Pernambuco. A falta de proteção natural das nascentes e dos rios que cortam os municípios e a ocupação humana dessas áreas, resultam nesses impactos negativos para a população e o meio ambiente.

Simultaneamente à construção dos alicerces do Programa Estadual de Restauração de Matas Ciliares e Nascentes – com esforços de capacitação, criação de centros de referência e difusão de tecnologias sociais –, os projetos que começam a ser assentados demonstram o compromisso das prefeituras e instituições de ensino e pesquisa com o meio ambiente, em especial, as áreas de preservação permanente. Além disso, serão um estímulo à replicação nos territórios de identidade onde estão sendo implantados.

Prefeitura e instituições beneficiadas com os convênios

Poder Municipal

Prefeitura de Barra do Choça - (Região de Planejamento e Gestão das Águas (RPGA) do Rio Pardo
Prefeitura de Brotas de Macaúbas - (RPGA dos Rios Paramirim e Santo Onofre)
Prefeitura de Cotegipe - (RPGA do Rio Grande)
Prefeitura de Gentio de Ouro - (RPGA dos Rios Verde e Jacaré)
Prefeitura de Igaporã - (RPGA dos Rios Paramirim e Santo Onofre)
Prefeitura de Iraquara - (RPGA do Rio Paraguaçu)
Prefeitura de Itanhém - (RPGA dos Rios Peruípe, Itanhém e Jucuruçu)
Prefeitura de Livramento de Nossa Senhora - (RPGA dos Rios Paramirim e Santo Onofre)
Prefeitura de Medeiros Neto - (RPGA dos Rios Peruípe, Itanhém e Jucuruçu)
Prefeitura de Miguel Calmon - (RPGA do Rio Itapicuru)
Prefeitura de Pintadas - (RPGA do Rio Paraguaçu)
Prefeitura de Prado - (RPGA dos Rios Peruípe, Itanhém e Jucuruçu)
Prefeitura de Rio de Contas - (RPGA do Rio de Contas)
Prefeitura de Sapeaçu - (RPGA do Recôncavo Sul)
Prefeitura de Serrolândia - (RPGA do Rio Itapicuru)
Prefeitura de Vitória da Conquista - (RPGA do Rio do Pardo)
Prefeitura de São Gabriel - (RPGA dos Rios Verde e Jacaré)
Prefeitura de Tanque Novo - (RPGA dos Rios Paramirim e Santo Onofre)
Prefeitura de Luís Eduardo Magalhães - (RPGA do Rio Grande por meio de demanda espontânea)

Instituição de ensino

Instituto Federal Baiano/IFBaiano/campus Catu - (RPGA do Recôncavo Norte)
Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia/Ifba/campus Eunápolis - (RPGA dos Rios Frades, Bunharém e Santo Antônio)
Universidade Federal do Recôncavo Baiano/UFRB/Campus Cruz das Almas- (RPGA do Rio Paraguaçu)
Universidade Estadual da Bahia/Uneb/campus Juazeiro - (RPGA do Salitre)


Rio de Contas: nova base da Claro Brasil Ride

Da Claro Brasil Ride



Quando ouvimos falar na Chapada Diamantina, a cidade que vem logo a nossa cabeça é Lençóis -BA. Mas quando viajamos, queremos tranqüilidade, não queremos achar atrações e trilhas abarrotadas de pessoas. Por isso Rio de Contas é uma cidade com grandes atrações que não perde nem um pouco para outras cidades da Chapada, mas com o diferencial de ainda não ser tão conhecida, o que nos proporciona passeios muito mais agradáveis, com o atendimento de guias e boas conversas com moradores. Rio de Contas é uma cidade onde aventura e história andam juntas, ela possui uma incrível arquitetura barroca tombada pelo patrimônio histórico, povo hospitaleiro e beleza exuberante. Cachoeiras, trilhas, picos de até 2000 m de altura e uma grande variedade em sua flora fazem parte do município baiano.

Curiosidades......Cidade é uma das mais antigas da região da Chapada Diamantina, com arquitetura do século XVII, preservada. Foi a primeira cidade planejada do Brasil, em 1745, época do apogeu do ouro que parecia inesgotável......Rio de Contas abriga comunidades de descendentes de portugueses que só se casam entre si. Eles ficam a 1500m (acima do nível do mar); já as duas comunidades negras descendentes de africanos estão em outra área, a 1050m.

.....O arquivo histórico municipal tem interessantes documentos, como cartas de alforria, sentença eclesiástica e certidões de escravos.

.....A rica flora fez com que em 1974, mais de 100 pesquisadores ingleses e brasileiros realizassem um estudo sobre a variedade local. Foram registradas mais de 1100 espécies e mais de 100 desconhecidas.
Clima & TemperaturaClima seco e quente nos baixos / temperado ou frio nas serranas e nos gerais.A temperatura varia de 07ºc a 32ºc.

Melhor época para visitaçãoDe dezembro a março, período de chuvas, quando o fluxo de água é maior, proporcionando assim, melhores banhos de cachoeira, além de deixar a flora muito mais verde, época que para nós MTB não é definitivamente a melhor vamos no seco!!!

Atrações
Pico das Almas 1958m. Um dos mais altos da Chapada Diamantina. Quem curte escalada, vê no pico mais uma possibilidade de aventura. Três dias com direito a acampamento no santuário ecológico do Largo do Queiroz e trekking por riachos e matas onde nasce o Rio Brumado já são recompensas antes da chegada ao cume.

Igreja Nossa Senhora de Santana - construída por escravos, permaneceu em ruínas por cerca de 50 anos, o que facilitou a retirada de pedras para a construção de algumas casas vizinhas. A característica da construção, de acordo com arquitetos parece datar do século XIX. Após o tombamento algumas coisas como o telhado foram reconstruídos.

Flora - a região apresenta espécies ainda não identificadas ou catalogadas. A diversidade diz respeito às espécies decorativas (canelas de ema, orquídeas, bromélias, cactos e sempre-vivas), às de destinação alimentar ou medicinal.

Museu Zofir - na casa onde viveu o artista plástico Zofir Oliveira Brasil (1926-1990) estão expostos os curiosos trabalhos feitos com material reciclado e sucata. Na entrada de Rio de Contas fica uma pedra pintada, a Negra do Zofir.

Pico Barbado - 2033m, o pico mais alto do Nordeste e formação geológica de rara beleza. É uma área de proteção ambiental devido sua riqueza botânica.

Estrada Real - via de pedestres. Calçada em lajes de pedras que ligava Rio de Contas à cidade de Livramento. O percurso proporciona toda a beleza da descida da serra.

Antiga Casa de Câmara e Cadeia - uma das mais temidas prisões baianas na época da escravidão. Até hoje existem no local instrumentos que serviam para torturar os escravos, além de um brasão do império em sua fachada.

Arquivo Municipal - Casa onde nasceu o Barão de Macaúbas (Abílio de César Borges). O local tem documentos que registram o passado da região desde 1724. Cartas de alforria, sentença eclesiástica e certidões de escravos entre outros, fazem parte do acervo.

Cachoeira do Fraga - Queda d'água no Rio Brumado. Forma piscinas naturais ótimas para banho.

Ponte do Coronel - nada mais, nada menos que 8 piscinas naturais!

Poço das Andorinhas - Situado no distrito de Arapiranga, à 25 km da sede do município. O poço fica no alto de uma serra, onde se chega por uma estrada íngreme podendo ser vencida a pé ou em veículo 4x4, num percurso de 6 km. A trilha é entrecortada por cascatas e piscinas naturais de águas cristalinas.

ComunidadesMato Grosso.....Povoado onde vivem apenas brancos de origem portuguesa. Essa "homogeneidade" é fruto do não casamento com outros membros que não os da comunidade.

.....Foi fundado no século XVII. É situado na área mais alta da Bahia (1450m de altitude). Acredite, em pleno sertão baiano (no inverno rigoroso) é possível curtir um frio de 5ºC no local.

......A principal fonte de renda dos moradores é a agricultura. Os quintais geralmente são repletos de hortaliças, flores e pés de café, o que deixa o local com cara de comunidade européia.

Bananal e Barra - locais onde vivem apenas negros descendentes de escravos, os quais se agruparam por essas áreas nos séculos XVII e XVIII.

.....O povo que trabalhava para os brancos, também se manteve sem miscigenação. A Universidade Federal da Bahia realizou estudos que indicam que estas áreas são remanescentes de quilombos.

.....As casas simples são distribuídas de forma esparsa e em condições de urbanização precárias. Não há por exemplo coleta de lixo ou água encanada.

.....Fato curioso é que não se tem relatos de cultos de candomblé ou outras religiões afro no local, apesar das raízes negras. A religião predominante é a católica.


Programa Trilha realiza aula inaugural em oito municípios baianos

Do Jornal do Povo

Até quarta-feira (30), oito municípios baianos realizam aula inaugural do Programa Trilha, da Secretaria do Trabalho, Emprego, Renda e Esporte (Setre). Os eventos começaram, na segunda (21), pela cidade de Marcionílio Souza, e já aconteceram em Rio de Contas, Morro do Chapéu, Lençóis e Seabra. Quarta será em Ibicoara, às 10h, em Barra da Estiva, às 15h, e em Mucugê, às 17h. A proposta do programa é atender aos jovens sem emprego formal, em situação de risco social. Os participantes recebem uma bolsa-auxílio, no valor de R$ 100, enquanto estão em sala de aula. Os cursos são gratuitos.Com duração de 350 horas estão os de Administração, Turismo e Hospitalidade, Transporte, Alimentação, Pesca e Piscicultura, Meio Ambiente, Saúde e Promoção da Qualidade de Vida, Esporte e Lazer, entre outros. Com 600 horas, Construção Civil I e II, Metal Mecânica e Telemática.


quinta-feira, 24 de junho de 2010

Mais de 100 municípios terão ajuda do governo para as festas juninas

Da Agecom

Mais tradicional e importante festa do interior baiano em termos de mobilização, o São João de mais de 100 municípios da Bahia terá significativa ajuda do Governo do Estado, que deverá investir em torno de R$ 6 milhões. Também serão disponibilizados recursos via parcerias com instituições como os Bancos do Brasil, do Nordeste e Petrobras.

Os investimentos não se limitam ao interior, para onde vai a maioria dos soteropolitanos. Num imenso arraial, que vai da Praça Castro Alves ao Pelourinho, os que ficam em Salvador e os turistas que desembarcam na cidade nesta época do ano podem curtir várias atrações tradicionais dos festejos juninos.

Entre os municípios nos quais o Governo do Estado vai investir para incrementar ainda mais o São João do interior baiano estão alguns já famosos, como Cruz das Almas, Senhor do Bonfim, Amargosa e Cachoeira, e também cidades menos conhecidas pela festa, entre as quais Bonito, Barra e Caetité.

As Secretarias de Relações Institucionais e de Turismo/Bahiatursa foram as responsáveis pelo planejamento. Segundo o titular da Serin, Paulo Cezar Lisboa, o São João está para o interior assim como o carnaval está para a capital. “A dimensão cultural que a festa tem para o pessoal do interior é incrível. A religiosidade, a animação e os festejos típicos em si proporcionam um momento único para essas comunidades”, analisou o secretário.

O secretário de Turismo, Antonio Carlos Tramm, também destacou a importância dos festejos juninos. “É uma festa típica de família, com a grande maioria das pessoas deixando a capital com destino às suas cidades de origem. Daí, a presença forte da Bahiatursa na organização”, declarou Tramm.


Mais um ano sem São João em Rio de Contas


Na mais tradicional festa popular do nordeste , o São João, a cidade de Rio de Contas não promove uma festa a altura de sua infraestrutura, nem do potencial turístico.

Por ser a festa mais popular do nordeste quase todas as cidades também promovem a festa e faz com que o público seja menor, e ai pode residir o diferencial. O sonho das demais cidades é trazer atrações de peso que, em sua maioria hoje, são de bandas do chamado forró eletrônico.

Em Rio de Contas temos um São João bem típico. Em todas as casas que chegamos tem sempre comida e bebida típica, além é claro das fogueiras que aquecem o frio característico dessa época. A cidade não precisa de bandas famosas para fazer um bom São João. Basta criatividade e boa vontade. Quadrilhas, pau de sebo, corrida de saco/jegue são elementos que fazem uma boa festa. Quanto ao som, nada melhor que um tradicional arrasta pé com safona, zabumba e o triângulo. Se bem organizado ninguém reclama e ainda por cima atrairá turistas que com certeza lotarão hotéis e pousadas.

Não esperem grande público pois esse não virá. Mas para uma cidade que deseja ser forte no turismo isso é o minímo. Importante mesmo será os hotéis ocupados, as lojas de artesanatos vendendo bem, o consumo nas barracas, restaurantes e bares da cidade.

Quanto às verbas, já é uma outra história. Vamos correr atrás de patrocínios e fazer projetos.

Novos rumos para Brasil Claro Ride

Do Claro Brasil Ride

Em março Mario Roma voltou a Chapada para mais um reconhecimento para selar uma parceria com a equipe do Parque Nacional da Chapada Diamantina.

Na companhia de Felipe Toe e Leco a equipe foi rumo a região Sul do parque iniciando em Mucugê novos caminhos em direção a Serra do Barbado constituída por um conjunto de serras altas onde se encontra o Pico do Barbado, ponto mais alto do Nordeste do Brasil com 2.033,33 metros de altitude, além de outros como o Pico do Itobira com 1.930 metros. Com uma área de 63.652 ha, a Serra do Barbado localiza-se na porção sudeste da Chapada Diamantina, ocupando parte do território de seis municípios: Abaíra, Érico Cardoso, Jussiape, Piatã, Rio de Contas e Rio de Pires.

A Estrada Real atravessa a Serra, ligando os antigos distritos garimpeiros com caminhos calcados de pedras, conservados até hoje.
O café cultivado em alguns povoados serranos e a produção de cachaça em alambiques no entorno da Serra são outra peculiaridade local.
A paisagem serrana do Pico do Barbado e Itobira, entremeados por florestas e vastos campos rupestres, seja pelos belíssimos campos de altitude como o velho Campo do Cigano, do Bitencourt ou do Lavra Velha.

Essa trip abriu uma nova porta de possibilidades inéditas na região e com trilhas alucinantes e exclusivas, resultado da expedição, Claro Brasil Ride vai rodar entre a Chapada e a Serra do Barbado.


Claro Brasil Ride inova ultramaratona no país

Da Claro Brasil Ride
X Fechar
Os moutain bikers têm apenas alguns meses de preparação para o maior desafio já realizado em solo brasileiro. Entre serras, vales e rios, nas trilhas da Chapada Diamantina, no Centro da Bahia, são o cenário perfeito para a épica corrida de seis dias. De 14 a 19 de Novembro de 2010, centenas de atletas terão uma experiência de vida inesquecível na Claro Brasil Ride

A estrutura, comparada apenas às maiores ultramaratonas do mundo, fornecerá aos competidores tudo o que é necessário – água, comida, alojamento, suporte técnico –, enquanto eles se preocupam somente com o que mais gostam de fazer, pedalar. Cada dia de prova terá em média 80 a 100 quilómetros do mais puro BTT, pelos caminhos abertos no garimpo de diamantes do século XVIII.

O verdadeiro desafio desta prova não está em vencer, mas no autoconhecimento, viver o esporte, superar os limites e chegar o mais próximo da natureza que se pode estar. Lado a lado, os amantes do desporto e as estrelas do MTB mundial realizarão esta jornada pelo coração do Brasil. Na trilha, na mesa do jantar, no alojamento, a confraternização e troca de experiência entre os atletas será um dos pilares do evento.

O palco é a Chapada Diamantina, um lugar mágico onde o cenário muda a cada instante. O Parque Nacional possui 152 mil hectares e altitude média entre 800 e 1.200 metros acima do nível do mar, com picos de até 2.000 metros.

A água traz vida à região, com diversas nascentes, cachoeiras, lagos cristalinos e rios avermelhados, que alimentam uma incrível diversidade de fauna e flora.

Disputada sempre em duplas, a Claro Brasil Ride abrirá as categorias Mista, Open, Masculino, Feminino e Master. “Comece a procurar seu parceiro, pois as vagas são limitadas”, avisa o organizador e ultramaratonista Mário Roma. Em breve, mais informações pelo site www.clarobrasilride.com.

A "Claro Brasil Ride" é apresentada pela Claro, com organização Confederação Brasileira de Ciclismo, Roma Comunicação e apoio do Ministério do Desporto Brasileiro e Confederação Brasileira de Ciclismo. Conta ainda com a participação das empresas Mitsubishi Motors, TAP Portugual e Shimano.


quarta-feira, 23 de junho de 2010

Rio de Contas será sede do Claro Brasil Ride

Faltam ainda quase cinco meses para a estreia da Claro Brasil Ride, prova de ultramaratona que acontece entre os dias 14 e 19 de novembro, na Bahia. Mesmo assim, a organização da competição já está correndo atrás para montar uma competição épica e inesquecível para todos os atletas que desafiarem os seis dias de evento.

A organização faz mistério sobre o percurso, mas o se sabe até agora é que o percurso terá 665 quilômetros, em um trajeto com trilhas que nunca foram antes exploradas por nenhuma competição. Largando na Chapada, a prova passará por diversos locais deslumbrantes até chegar à Serra do Barbado.

A paisagem da competição misturará trechos serranos do Pico do Barbado e Itobira, entremeados por florestas e vastos campos rupestres, com campos de altitude, como o velho Campo do Cigano, do Bitencourt ou do Lavra Velha.

Calmaria - A concentração será fator fundamental para os atletas que quiserem conquistar a disputa. Para tanto, a organização selecionou a cidade de Rio das Contas como sede na Chapa Diamantina, tendo assim um local mais calmo do que Lençóis, ponto turístico famoso na região.

Em Rio de Contas, a aventura mistura um clima histórico, com diversas paisagens barrocas, com um povo hospitaleiro e beleza exuberante entre as diversas cachoeiras, trilhas, picos de até 2.000 metros de altura e uma grande variedade de flora.

Fonte: Bikenews


segunda-feira, 21 de junho de 2010

O que a construção de uma barragem pode provocar?

O relato abaixo está publicado no Blog de Dom Basílio mas em sua essência serve para refletirmos sobre os impactos que a construção de uma barragem pode provocar. Para os riocontenses, nem precisam de esforços para lembrarem como era o nosso Rio Brumado há bem pouco tempo e como ele está hoje.



Quanto era pequeno ouvia muitas vezes meu pai falar que “ NOTICIA RUIM TINHA ASAS”. Tudo ou quase tudo mudou, mas fofoca parece continuar correndo mais.

Quando falo em mudanças tenho que relembrar das festas juninas das décadas de 60 e 70 quando o meio de transporte era carro de bois, automóvel era muito raro, apenas Maroto e Jonas Caires possuíam veículos.

Pois bem, a velocidade máxima da época era 10 Kms hora, era normal demorar um dia pra ir da Várzea do Peixe pra Cidade. Hoje o mesmo percurso dura menos de 20 minutos.

Os tempos mudaram, quando chovia, quem morava em Jatobá ficava até 60 dias pra ir na Pedra Redonda o Rio não dava passagem, apenas os nadadores conseguiam.

Com a construção da ponte sobre o Rio Brumado na época do ex-prefeito Osório Custódio Dourado, mesmo dando uma volta danada, mas ainda sim conseguia transpor de um lado ao outro do Rio.

A construção da Barragem de Rio de Contas reduziu drasticamente o volume de águas e finalmente a Barragem do Paulo quase que eliminou as famosas enchentes.

Foi se o tempo que a gente comemorava as famosas pinguelas de cabo de aço como meio de ligação de localidades pra outras.

Até pouco tempo ainda tinha quem achava um avanço construir pontes molhadas, mas hoje acho um atraso anunciar a construção de UMA PONTE NO RIO BRUMADO, NA LOCALIDADE DE ALAGADIÇO, poderia sim iniciar a barragem de derivação para bombeamento das águas para a Barragem do Rio do Paulo.

PRECISAMOS DE GOVERNO DE NOVOS TEMPOS.

JOSE MARIA CAIRES.

CBPM libera mais de R$ 4 milhões em convênios do Prisma para municípios

Do site Interior da Bahia

image A solenidade contou com a presença de mais de 30 prefeitos

A Companhia Baiana de Pesquisa Mineral – CBPM liberou nesta sexta-feira 18, mais de R$ 4 milhões em convênios celebrados com prefeituras e associações comunitárias baianas, beneficiando quase 5 mil pessoas.


O evento aconteceu na sede da empresa e foi prestigiado por diversos prefeitos, presidentes de associações comunitárias, os deputados Euclides Fernandes, Roberto Carlos (PDT) e Edson Pimenta (PCdoB), além do presidente Alexandre Brust, dos diretores Rafael Avena Neto e Vinícius Almeida. O Coronel Expedito Souza, da Casa Militar, representou o governador Jaques Wagner.

Os convênios, todos do Projeto Prisma, foram celebrados para implantação de 16 Unidades de Britagem, 11 Frentes de Produção de Paralelepípedos e 13 Núcleos de Artesanato Mineral. Ao todo, os convênios beneficiam 4.968 pessoas, sendo 691 empregos diretos e 4.277 indiretos.

O total dos recursos é da ordem de 4.037.110,04 (Quatro milhões, trinta e sete mil, cento e dez reais e quatro centavos). O valor dos convênios celebrados supera a soma de todos os recursos liberados durante o período de 2007 e 2008, no valor de R$ 759.976,00 (Setecentos e cinqüenta e nove mil e novecentos e setenta e seis reais).

O presidente da CBPM, Alexandre Brust, que presidiu a mesa, fez o discurso destacando o lançamento dos convênios e a sua importância para os municípios baianos. “A assinatura desses convênios, através do Projeto Prisma, mostra a nossa prioridade com a área social. A importância para os municípios e as associações é muito grande, principalmente pelo volume de recursos e o número de empregos que estamos proporcionando”, destacou Brust.

Após agradecer a presença de todos, o presidente também enalteceu o trabalho da equipe da CBMP. “Tenho certeza que estamos cumprindo a nossa missão, porque estamos desenvolvendo um grande trabalho de pesquisa na área social”, frisou o presidente.

Além de Alexandre Brust, falaram também os deputados estaduais Roberto Carlos e Euclides Fernandes, o diretor Rafael Avena Neto e o representante do governador Jaques Wagner, Cel. Expedito Souza. O prefeito de Macajuba, Tarciso Pamponet, ex-funcionário da CBPM, falou em nome dos outros gestores municipais que estavam presentes. Coordenador do Projeto Prisma, Paganini Nobre comandou os trabalhos de assinatura dos convênios junto aos prefeitos e presidentes das associações comunitárias.


Relação dos convênios

Entre os municípios contemplados com os contratos estavam Casa Nova (implantação de uma Unidade de Britagem, R$ 150.000,00), Senhor do Bonfim (implantação de um Núcleo de Artesanato Mineral, R$ 128.920,00) e Capela do Alto Alegre (implantação de uma Frente de Produção de Paralelepípedos, R$ 80.400,00).

Veja, abaixo, a relação completa dos municípios e associações beneficiadas pelos convênios: Água Fria (R$ 96.344,00), Utinga (R$ 96.344,00), Ibipitanga (R$ 96.344,00), Jacobina (R$ 150.000,00), Rafael Jambeiro (R$ 150.000,00), Saúde (R$ 130.865,00), Nova Ibiá (R$ 96.344,00), Cansanção (R$ 96.344,00), Rodelas (R$ 96.344,00), Jaguarari (R$ 96.344,00), Sento Sé (R$ 96.344,00), Vitória da Conquista (R$ 150.000,00), Jucuruçu (R$ 96.344,00), Laje (R$ 49.000,00), Piraí do Norte (R$ 61.200,00), Itamari (R$ 75.650,00), Teofilândia (R$ 79.150,00), Boa Vista do Tupim (R$ 79.150,00), Jiquiriçá (R$ 63.200,00), Macajuba (R$ 69.410,00), Uauá (R$ 74.010,00), Filadélfia (R$ 67.750,00), Lençóis (R$ 133.053,00), Mucugê (R$ 133.053,00), Abóboras (R$ 147.028,00), Associação Cultural Afoxé os Sacerdotes/Areia Branca (R$ 111.053,00), Lauro de Freitas (R$ 133.053,00), Associação dos Moradores do km 17 (R$ 138.453,00), Camaçari/UOSCC (R$ 81.367,04), Itaju do Colônia (R$ 138.453,00), Ilha de Maré (R$ 111.053,00), Associação Viver Melhor/Cardeal (R$ 138.453,00), Itambé (R$ 64.284,00), Rio de Contas (R$ 105.053,00), Anagé (R$ 111.053,00), São Domingos (R$ 65.900,00) e Irajuba (direto).

Por Evandro Matos

domingo, 20 de junho de 2010

Lançamento do livro Caderno de Contas - Uma Andança pelo Olhar Viajante



O livro Caderno de Contas Uma Andança Pelo Olhar Viajante teve o seu primeiro lançamento no Seminário do Ponto de Cultura , dando um sentido especial ao evento que trata de cultura e arte para educação.
Esse livro é um presente para comunidade Rio Contense que nunca antes foi tão elogiada e pintada com tanta delicadeza que só mesmo essa cidade transmite em sua complexidade cultural.
Os olhos dos Rio Contenses presentes brilharam de orgulho e emoção ao ver sua cidade tão bem retradada no livro.
Utilizamos dos recursos do retroprojetor com slides de fotos para mostrar o conteúdo do livro e a história de sua confecção.
Todos queriam ganhar um exemplar , as crianças, os adolescentes , professores e respresentantes de instituições e entidades .

O professor Sérgio da comunidade do Mato Grosso, com um sorriso no rosto comunicou que estavam montando a biblioteca da sua escola e que esse seria o seu primeiro livro.

Gostaríamos de ressaltar e parabenizar a grande iniciativa dos criadores do livro, pela distribuição para a comunidade escolar .
Retribuindo e apoiando as instituições educacionais e culturais, ajudando a disseminar a história e a cultura ancestral desse município.
O livro é uma iniciativa de Mauro Oliveri como editor e autor,O caderno de viagens e as figuras desenhadas são de Rubens Matuck e a pesquisa e texto de Nilson Moulin.
E uma realização do Grupo Construcap e da editora Comdesenho. Esses livros foram e serão ainda distribuidos para as escolas , instituições e entidades de Rio de Contas. Uma parte desses livros serão vendidos para ajudar o projeto Ciranda de Bonecos;.

Seminário encerra um ano de atividades do Ponto de Cultura




O Seminário realizado no dia 17 de julnho de 2010 no Teatro São Carlos encerrou o primeiro ano de atividades do Ponto de Cultura Ciranda de Bonecos.
Rosa coordenadora do Ponto de Cultura abriu os trabalhos falando sobre os programas do Ministério da Cultura, como o CULTURA VIVA e seu criador Célio Turino, explicando como surgiu os Pontos de Cultura no Brasil e sua abrangência Nacional.
Rosa mostrou também todas as ações realizadas, pelo Ponto de Cultura e apresentou e distribuiu o vídeo documentário do projeto.
O lançamento do livro Caderno de Contas veio abrilhantar nosso evento e precebemos o encantamento de professores e crianças ao manusear o livro que tanto traz da história de cada um.
Tivemos também as apresentações das crianças da Casinha dos Sonhos com a peça Dandara e Kenderê,
A apresentação de Assinho da história do grupó Loucos por Arteatro, do monólogo do bêbado e as cartas ,da peça o menino maluquinho dos jovens estudantes do Colégio Estadual Carlos Souto e o lançamento do livro de Tânia Gusmão" Razão e Emoção na sala de aula."

A participação dos Griôs Seu Antônio Batista e Cicci foi um momento a parte que enriqueceu o evento.
Seu Antônio nos contou a história da boneca de ouro, mito contado e recontado pelos mestres e Griôs de Rio de Contas,cantando e encantando a todos com suas histórias , versos e modas de viola.




Blog Notícias de Rio de Contas atinge 50.000 acessos

Neste domingo, dia 20 de junho de 2010 o Blog Notícias de Rio de Contas atingiu a marca de 50.000 acessos. Desde que foi criado em novembro de 2008 o blog tem apresentado um crescimento constante no número de acessos e também na participação dos leitores.

São pessoas de diversos lugares que buscam informação em nosso blog, sobretudo ricontenses ausentes e que teem aqui um meio de se manterem sempre bem informados sobre o dia-a-dia da nossa cidade.

Cresce também a participação dos leitores ao comentarem as postagens. Nossa postagem com maior número de comentários ocorreu recentemente com a triste notícia de perda de um dos nossos cartões postais: a Nega do Zofir.

Nosso agradecimento a todos que acessam nosso blog e que contribuem repassando informações.

Críticas e sugestões são sempre bem vindas!

noticiasderiodecontas@gmail.com

Sobre o Blog

Este espaço foi criado com o intuito de divulgar e compartilhar as informações do dia-a-dia da nossa cidade propor um espaço de interação entre os leitores.

Busca reunir as notícias e informações que estão circulando por ai, além de contribuir para a cidadania ao trazer informações úteis e que possam melhor a qualidade de vida e social da nossa cidade.

Sugestões e críticas serão bem vindas.

Mande você também a sua opinião sobre algum tema que julgar relevante: crônica, poesia, opinião. Enfim, o espaço é aberto e democrático. Ofensas pessoais não serão publicadas.

Contatos do Blog

Contato:

noticiasderiodecontas@gmail.com

Notícias de Rio de Contas no Orkut:

Perfil:
http://www.orkut.com.br/Main#Profile.aspx?rl=ls&uid=14472371058409176529

Participe da nossa Comunidade:
http://www.orkut.com.br/Main#Community.aspx?cmm=92898114

MSN

noticiasderiodecontas@hotmail.com

terça-feira, 15 de junho de 2010

O PAC das cidades históricas a todo vapor

Do Blog do Planalto

O ministro da Cultura, Juca Ferreira, e o presidente do Iphan, Luiz Fernando de Almeida, conversaram há pouco com o Blog do Planalto e explicaram a importância do programa de recuperação das cidades históricas lançado no ano passado, em Ouro Preto (MG).


Ferreira e Almeida receberam o presidente Lula no Palácio do Rio Branco, na capital baiana, que foi totalmente recuperado para abrigar um centro de cultura. Tendo como cenário de fundo a Baía de Todos os Santos, eles explicaram que o governo vai investir mais de R$ 690 milhões em projetos do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) das Cidades Históricas no Estado da Bahia.


As cidades baianas são: Salvador, Cachoeira, Maragojipe, Santo Amaro, São Félix, Itaparica, Cairu, Santa Cruz Cabrália, Alagoinhas, Central, Cipó, Andaraí, Lençóis, Mucugê, Palmeiras e Rio de Contas. Em Cachoeira, por exemplo o PAC irá restaurar os azulejos da Igreja do Rosário e a Capela da Penha.


segunda-feira, 14 de junho de 2010

Comunidades Quilombolas serão homenageadas em Salvador

Da Secretaria de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza

Grupo Intersetorial para Quilombos será empossado nesta quarta-feira

Em clima de celebração, será realizada, na quarta-feira (16), no Teatro do Irdeb, no bairro da Federação em Salvador, a solenidade de posse do Grupo Intersetorial para Quilombos. Durante o evento, com início marcado para as 8h, serão feitas homenagens às comunidades quilombolas Rio das Rãs (Bom Jesus da Lapa), Barra (Rio de Contas), Bananal (Rio de Contas), Riacho das Pedras (Rio de Contas) e Mangal e Barro Vermelho (Sítio do Mato), que comemoram 10 anos de titulação.


A posse comemorativa deverá contar com a presença de secretários de Estado, gestores municipais, comunidades quilombolas e representações nacionais da Secretaria Especial de Políticas da Igualdade Racial (Seppir), Ministério do Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), Incra, Ministério da Saúde, Fundação Nacional de Saúde (Funasa), Ministério da Cultura e organizações da sociedade civil de apoio às comunidades quilombolas e do movimento negro, entre outros.


Durante o ato, serão apresentados os membros do Grupo Intersetorial para Quilombos e as ações previstas nas políticas em andamento.


Finalidade - Criado pelo Decreto 11.850/2009, que institui a Política Estadual para as Comunidades Remanescentes de Quilombos da Bahia, o Grupo Intersetorial para Quilombos tem a finalidade de elaborar os Planos de Desenvolvimento e acompanhar a Política Estadual. A iniciativa atende às demandas específicas dos Povos e Comunidades Tradicionais.


Conforme o Decreto 488/2003, as comunidades remanescentes de quilombos são grupos étnico-raciais, reconhecidos segundo critérios de auto-atribuição, com trajetória histórica própria, dotados de relações territoriais específicas, com presunção de ancestralidade negra relacionada com a resistência à opressão histórica sofrida.


A Política Estadual para Comunidades Remanescentes de Quilombos da Bahia contém dois grandes eixos: a titulação dos territórios quilombolas incidentes em terras devolutas do Estado e a construção dos Planos de Desenvolvimento Social, Econômico e Ambiental Sustentáveis das Comunidades Remanescentes de Quilombos, devendo contemplar programas, projetos e ações, com definição de metas, recursos e responsabilidades dos órgãos públicos envolvidos na sua execução.


Participam do Grupo as secretarias de Desenvolvimento Social e Combate à Pobreza (Sedes), de Promoção da Igualdade (Sepromi), da Agricultura (Seagri), de Educação (SEC), de Desenvolvimento e Integração Regional (Sedir), de Desenvolvimento Urbano (Sedur), de Cultura (Secult), de Tecnologia, Ciência e Inovação (Secti), do Meio Ambiente (Sema), de Saúde (Sesab) e do Trabalho, Emprego e Renda (Setre).


Serviço:


O Quê: Posse do Grupo Intersetorial para Quilombos
Quando: Dia 16 de junho, a partir das 8 horas
Onde: Teatro do Irdeb, Rua Pedro Gama, nº 413, Alto do Sobradinho, bairro da Federação


Programação


8h às 9h – Café da manhã para os quilombolas
09h às 09h15 – Apresentação Cultural
09h15 às 10h – Palestra: História, Identidade e Resistência das Comunidades Quilombolas
10h às 10h15 – Debate
10h45 às 11h30 – Homenagem às três comunidades quilombolas tituladas
11h30 às 12h30 – Ato de Posse
Roda de samba quilombola
12h30 – Almoço


Texto: Leda Albernaz
Ascom/Sedes


domingo, 13 de junho de 2010

Rapidinhas de Rio de Contas

Do Blog do Ricardo Stumpf

Zofir

A destruição da Nega do Zofir, obra de arte pintada sobre uma pedra às margens da estrada Livramento-Rio de Contas, apenas revela o descaso com que a cultura é tratada no município.
O Acervo do fantástico artista riocontense Zofir Brasil continua abandonado, deixado por conta da família, como se aquele não fosse um patrimônio de todo o município.
A Nega do Zofir deveria ter tido algum tipo de conservação e tombamento, para que fosse evitada sua ruína. Existem outras obras do artista pintada em pedras, na mesma estrada. Será que elas vão passar a merecer alguma onservação?Essa é a cidade baiana da cultura abandonada, ou melhor, vendida para os fariseus do turismo.

Crimes ambientais

Lixão de Rio de Contas: o outro lado do paraíso

Muita reclamação na Associação dos Pequenos Produtores Rurais, pela atuação de fiscais ambientais do IMA, sob supervisão da Secretaria local do Meio Ambiente.
Muita arrogância e violência contra os pequenos agricultores, mas o maior crime ambiental do município, o lixão, cometido pela própria Prefeitura, não é objeto de fiscalização e multa. Como sempre é fácil ser duro com quem não tem poder político.
Abrem-se porteiras, invadem-se residências, sem mandado judicial e até destampar panelas pra ver se estavam cozinhando caça ilegal já fizeram. Enquanto isso, não temos uma gaiola para guardar embalagens de agrotóxicos no município, nem uma política para incentivar a agricultura orgânica. Isso é o que dá entregar o meio ambiente para ongueiros, com visão fragmentada, incapazes de formular uma verdadeira política pública.

Teatro
Projeto de reforma e ampliação do Teatro São Carlos

Incluída no PAC das cidades históricas, será liberada verba para reforma e ampliação do Teatro São Carlos. O blog Notícias de Rio de Contas e outros meios divulgaram a notícia.
Naturalmente ninguém se lembrou que o projeto arquitetônico é meu e que a inclusão do teatro no PAC é fruto de uma luta minha dentro e fora do IPHAN e, faça-se justiça, uma luta começou por iniciativa de Jorge Sá, que elaborou o primeiro dossiê sobre o teatro e o entregou em mãos ao governador Jaques Wagner, já com o projeto.Agora o mérito é da Prefeitura?
Reclamam das minhas críticas, mas se essas coisas estão acontecendo é porque pessoas se empenharam para consegui-las, apesar do notório desinteresse dos nossos atuais gestores.

Política

Correm rumores insistentes na cidade da aproximação entre Dr. Pedro (DEM) e Neto do PT local, ou melhor, da facção que controla o PT atualmente, pois parte do partido está no governo de Márcio.
Se houver um fundo de verdade nisso, corremos o risco de ver uma polarização entre um candidato apoiado pelo PT e o DEM, contra o PMDB de Márcio, que por sua vez é ex-PT.
Parece que não existem mais partidos, idéias nem princípios, Tudo virou uma salada geral, um leguedê político. E a população como é que fica?

Abraço a todos

Ricardo Stumpf

Precisamos evoluir!

Rivalidades entres pessoas, lugares, idéias e outras coisas mais, sempre existiram e para nós riocontenses não é novidade uma certa rivalidade entre os municípios de Rio de Contas e Livramento. Mas desde a polêmica obra do esgotamento sanitário a situação tem preocupado pelo nível de discussão que a mesma vem tomando na internet através das redes sociais.

Em julho do ano passado esse blog ja havia registrado os comentários preconceituoso contra Rio de Contas em um vídeo de defesa do rio no you tube. A postagem pode se conferida clicando aqui. Aqui a reprodução de alguns termos usados em comentários no vídeo: "nois tem q detonar os canos q tem la e jogar as merda na cidade pra eeles vÊ o q é bom.... (lenadro1crazy)" felizmente outros comentários mais pesados foram removidos.

Na página de recados do site Mandacaru da Serra também há vários comentários contra o esgotamento sanitário (não vamos entrar no mérito da obra e suas consequências) e um deles merecia por parte do editor daquele site, a moderação, por se tratar de um comentário que incita a destruição e que, ao mesmo tempo o leitor se contradiz, ao apelar por orgãos públicos para solução do problema. Confiram a íntegra do comentário.


As pessoas precisam superar esses pensamentos mesquinhos visto que as duas cidades se complementam no complicado processo de interação econômico e social. Uma serve a outra com suas frutas, verduras e flores. Serve também de opção de lazer. O comércio de Livramento também recebe grande parte do mercado consumidor de Rio de Contas que, carente de opções se deslocam até lá. E por ai vai...


Vândalos derrubam símbolo de Rio de Contas. Polícia investiga o caso

Por Glauco Wanderley

glauco_wanderley@hotmail.com

Era impossível passar pela Estrada Parque (BA 148) entre Rio de Contas e Livramento de Nossa Senhora sem avistar a Nega do Zofir. De tão popular, a pedra pintada em 1967 acabou virando símbolo de Rio de Contas, cidade no Sul da Chapada Diamantina, a 570 quilômetros de Salvador. Com a derrubada da obra em um ato de vandalismo, a cidade perdeu um marco, para quem está de passagem. Mas para a população local, perdeu muito mais. “É como se fosse um ente querido que morreu”, resume o agente Robério Souto, na delegacia de polícia.

A Nega do Zofir era uma pedra semelhante a uma cabeça humana, que a imaginação do artista plástico Zofir Brasil, morto em 1990, transformou em escultura. Pintada como uma negra, de cachimbo (uma grande lata improvisada), touca vermelha e brincos, foi batizada como “Escrava da Natureza”. Alguns, passando pela rodovia pensavam se tratar de um saci. Mas a aceitação popular a transformou em Nega do Zofir, com direito a placa na estrada e visita de turistas, que paravam para tirar fotos na vista privilegiada.

Roberto Pereira, 29 anos, que cresceu ao pé da escultura na pequena propriedade da família, não se conforma. Diz que ali era seu local de passeio aos domingos. “Dá uma tristeza muito grande ver o Morro da Nega sem ela lá em cima. É muita perversidade de quem fez isso”, lamenta, balançando a cabeça, com os olhos marejados e uma expressão de velório.

O caso está sendo investigado, mas a polícia diz ainda não ter suspeitos da autoria do atentado. Acredita-se que o crime ocorreu na noite de segunda-feira, pois há testemunhas que dizem ter avistado a escultura naquela noite e no meio da manhã seguinte alguém passou e percebeu a ausência. Supõe-se também que mais de uma pessoa participou, pois o esforço de deslocar a pedra seria excessivo para uma só.

No curto trajeto pela mata, entre a estrada e o local da escultura, o criminosos ou os criminosos, cortaram uma árvore conhecida como gonçalo alvo. A parte mais grossa do tronco foi usada como alavanca e ficou largada ao lado de onde ficava a Nega. Notam-se também algumas pedras menores que serviram para apoiar a alavanca.

Pequenos pedaços da pintura se partiram logo no início da queda, mas a maior parte da pedra rolou morro abaixo, até aproximadamente 200 metros, amassando e arrancando capim e árvores baixas.

“Gente daqui acho difícil de ter sido. Todo mundo gostava muito dela”, analisa o tesoureiro do Sindicato dos Trabalhadores Rurais, Antônio dos Reis. “Rio de Contas foi premiada como cidade que preserva a cultura. Isso desperta inveja”, especula a artesã Marlene Cotrim, que vende em sua pequena loja reproduções da Nega do Zofir, um dos souvenirs mais populares da cidade turística.

“Todo mundo cresceu com ela ali. Agora ficou um vazio e traz uma perda de identidade que provoca prejuízos para a cidade”, admite o secretário de Turismo, Marcelo Badaró. Ele diz que não sabe ainda o que irá fazer, se uma réplica ou uma tentativa de restaurar e recolocar a escultura original no lugar, mas acha que vai precisar da ajuda de algum órgão estadual ou nacional de preservação do patrimônio, para solucionar o problema.

Aliás toda a obra de Zofir na cidade está requerendo cuidados. A família improvisou um museu em uma casa na Praça do Rosário, mas o espaço é pequeno para a quantidade de criações. O museu não tem funcionários e não abre permanentemente. Quando há solicitações de turistas ou guias, o responsável pelo acervo, Paulo Roberto Pereira Silva, abre a casa. “A filha de Zofir quer implantar um museu em um espaço maior, mas ainda não houve recursos para isso”, justifica Paulo Roberto, que é casado com uma sobrinha de Zofir e se revela fã incondicional das criações do artista, que um dia foi chamado de “O fabuloso Zofir” em texto do cineasta Walter Salles, que esteve em Rio de Contas por alguns meses, gravando seu filme Abril despedaçado.

As fotos de Reginaldo Pereira mostram uma reprodução de quando a Nega ocupava seu lugar na serra, a placa de estrada que indica o lugar, o lamento do vizinho Roberto sobre os restos e uma das muitas miniaturas que se fazem e vendem em Rio de Contas



“Nega do Zofir” cai do alto da serra

Do Mandacaru da Serra

A bela obra de arte, a “Mãe da Natureza”, segundo o autor, e “Nega do Zofir”, para todos nós da região, que reinava absoluta em plena Serra das Almas, uma das paradisíacas paisagens da Chapada Diamantina, na Bahia, está despedaçada. De uma simples pedra, de origem vulcânica, o genial artista plástico Zofir Oliveira Brasil (1926-1990), que residiu em Rio de Contas, fez um cartão postal, que se transformara em ícone da cultura regional.

Aproveitando o formato da grande rocha, ele pintou o rosto de uma mulher negra, fumando cachimbo, que era vista, em toda sua inteireza, por quem passava pela estrada que liga Livramento de Nossa Senhora a Rio de Contas, na Bahia, a chamada “Estrada Ecológica” (Estrada Desembargador Antônio Carlos Souto).

Provavelmente na última segunda ou terça-feira, a pedra foi destruída, sem que se saiba, ainda, o que causou a destruição. No local, há fortes indícios de ter sido caprichosamente destruída, por selvagem ato de vandalismo ou vandalismo combinado com alguma forma de intolerância. Poucos acreditam em desmoronamento espontâneo, pois a rocha milenar não apresentava qualquer sinal de abalo.

Os sinais de despedaçamento e de destruição da vegetação em volta são indicativos de interferência humana. A pedra em que havia a pintura, nitidamente retratando a figura de mulher negra, rolou para mais de 100 metros, repousando na base do morro em cujo topo se encontrava. Ao lado da base, agora vazia, ficou, além de restos da pintura, o cachimbo, em metal, que fazia parte da composição artística.

Clique aqui

http://noticiasderiodecontas.blogspot.com/2009/08/o-fabuloso-zofir-brasil.html e saiba mais sobre Zofir Brasil e sua obra.



sábado, 12 de junho de 2010

Banco do Nordeste realiza oficina gratuita de elaboração de projetos

Com informações do site GTerra


O Banco do Nordeste do Brasil (BNB) realizará um elenco de oficinas de elaboração de projetos em 54 cidades dos 11 estados da sua área de atuação (Nordeste, Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo), em um período de 30 dias (da próxima quarta-feira, 16 de junho, até 16 de julho).

O objetivo das oficinas é oferecer maiores oportunidades de acesso aos recursos financeiros do Programa BNB de Cultura - Edição 2011 – Parceria BNDES, inclusive com o fornecimento detalhado de informações sobre preenchimento de formulários de inscrição.

Em Rio de Contas a oficina será realizada no dia 16 de julho.

Parceria destina R$ 6 milhões para apoiar a cultura em 2011

Serão lançados no site do BNB (www.bnb.gov.br), no dia 14 de junho (segunda-feira), o edital contendo o regulamento do Programa e os respectivos formulários eletrônicos para inscrição de projetos, bem como as instruções para preenchimento e o modelo de relatório para prestação de contas.

Juntos, o BNB e o BNDES destinarão, no próximo ano, o montante de R$ 6 milhões para projetos a serem selecionados nas seguintes áreas: música (com dotação de R$ 1,25 milhão), literatura (R$ 800 mil), artes cênicas (R$ 1,1 milhão), artes visuais (R$ 800 mil), audiovisual (R$ 800 mil) e artes integradas ou não-específicas (R$ 1,25 milhão).

Serão contemplados pelo menos 225 projetos – sendo, no mínimo, 49 de música, 30 de literatura, 46 de artes cênicas, 33 de artes visuais, 18 de audiovisual e 49 de artes integradas ou não-específicas.

O apoio ao Programa BNB de Cultura atende à diretriz adotada pelo BNDES de promover a descentralização territorial da oferta de bens culturais, aproveitando a maior capilaridade do Programa no apoio a projetos culturais no Nordeste e demais áreas de atuação do BNB.

A parceria BNB/BNDES contribuirá para a ampliação dessa possibilidade de concretização de ações pensadas pelos protagonistas da cultura, situados nos mais diversos municípios da área de atuação do BNB, principalmente naqueles menos providos de atividades culturais. Existente desde 2005, o Programa BNB de Cultura já patrocinou 1.131 projetos nas seis edições anuais anteriores, beneficiando diretamente 474 municípios.


quinta-feira, 10 de junho de 2010

Rio de Contas perde um dos seus cartões postais


Marca cultural e histórica de Rio de Contas, a Nega do Zofir desapareceu. A tese mais evidente é de vandalismo. Impossível imaginar que ela tenha se desprendido sozinha de seu lugar habitual.

Reproduzimos aqui uma reflexão pertinente deixada no perfil do Blog no Orkut pelo leitor Luciano Souto:

"Ele com sua genialidade foi lá e Transformou uma misera pedra em uma obra de Arte,
Eles por não ter a mesma genialidade e capacidade foram lá e destruíram,
Um deixou sua obra e lição para os seus, O outro, coitado, mostrou para os seus o quanto pequena é sua vida."


PAC das Cidades Históricas destina 17 milhões para Rio de Contas

Cabe ressaltar que o montante destinado para Rio de Contas equivale a soma dos recursos destinados às cidades de Lençóis e Mucugê.

Com informações do Ministério da Cultura.

O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva - acompanhado do ministro da Cultura, Juca Ferreira, e do presidente do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, Luiz Fernando de Almeida - participa nesta quinta-feira, dia 10 de junho, em Salvador, da solenidade de adesão de 16 municípios ao PAC Cidades Históricas.

O acordo será assinado também pelo governador do estado, Jaques Wagner, e pelos prefeitos das cidades pactuadas. A previsão é de investimentos de R$ 692 milhões, das esferas federal, estadual e municipais, a serem aplicados em 315 ações nos próximos quatro anos. A cerimônia será às 16h, durante a reinauguração do Palácio Rio Branco (Praça Tomé de Sousa, S/N - Centro).

Os 16 municípios baianos estão localizados, do sertão ao litoral-sul, e da Chapada Diamantina ao Recôncavo. O superintendente do Iphan-BA, Carlos Amorim, explica que os agentes culturais receberam as orientações para a elaboração dos planos de ação que visam o restauro e a recuperação do patrimônio cultural no estado.

Segundo Amorim, as ações previstas no PAC Cidades Históricas para a Bahia envolvem requalificação de espaços públicos, construção de terminais de transporte e equipamentos urbanos, construção de habitação social para relocação de ocupações irregulares em áreas de preservação, implantação de redes de infraestrutura urbana em sítios tombados, dentre outras.

Plano de Ação

Lançado em outubro do ano passado pelo presidente Lula, o PAC Cidades Históricas é uma ação voltada aos municípios que tenham sítios protegidos no âmbito federal e, ainda, às cidades com lugares registrados como Patrimônio Cultural do Brasil. Para fazer parte do PAC, o município, em conjunto com o estado e o Iphan, deve elaborar um Plano de Ação que defina um planejamento integrado, coerente com o Sistema Nacional do Patrimônio Cultural e com ações sobre o território pactuadas com os diferentes órgãos governamentais e a sociedade.

Essa proposta reforça a estratégia do Iphan/MinC de buscar a convergência e a integração entre as políticas públicas nas três esferas de governo, para a gestão compartilhada do patrimônio cultural com a sociedade, ampliando as ações de proteção do patrimônio em todo o país, consolidando novas formas de desenvolvimento por meio da valorização do patrimônio cultural.

Rio de Contas

Previsão: investimentos de R$ 17 milhões entre 2010 e 2013, num total de 32 ações, dentre elas:

  • Restauração, ampliação e aquisição de equipamentos do Teatro São Carlos
  • Restauração da Igreja de Santana
  • Conservação da Igreja Matriz do Santissimo Sacramento
  • Implantação do Museu de Arqueologia da Chapada Diamantina
  • Embutimento da fiação aérea

Mais informações: (61) 2024-6187 e 3326-6864, na Assessoria de Imprensa do Iphan/MinC; ou (61) 2024-2407, na Ascom/MinC.

(Susanna Scarlet, Comunicação Social/MinC)


Marcolino Moura realizará sua feira nesta sexta

Em virtude dos festejos de seu padroeiro, Santo Antônio, a prefeitura através do decreto 070 de 02 de junho de 2010 transferiu a data da feira, realizada tradicionalmente aos domingos, para esta sexta-feira, 11 de junho.

O decreto foi publicado no Diário Oficial do Munícipio do dia 02 de junho e pode ser acessado clicando aqui.


quarta-feira, 9 de junho de 2010

Marcolino Moura festeja seu padroeiro


Marcolino Moura festeja até o dia 13 o seu padroeiro, Santo Antônio.

O santo é um dos mais populares na região nordeste por esta vinculado aos tradicionais festejos juninos. E como preparação para sua festa a comunidade realiza a trezena de Santo Antônio que culmina no dia 13 com a missa em louvor ao santo.

Santo Antônio faleceu em Arcella, nos arredores de Pádua - Itália - numa sexta-feira, dia 13 de junho de 1231.


Tudo ESCURO na CLARO


Com pouco mais de um mês de funcionamento da Claro em Rio de Contas e o sinal já apresenta problemas. Desde o último domingo que a operadora está sem sinal.

Impossível imaginar que um problema desse possa ocorrer em qualquer cidade de porte médio ou grande e com tamanha duração.

Cabe à população fazer sua parte reclamando diretamente com a operadora através do telefone 1052 e também ao orgão fiscalizador, a ANATEL pelo telefone 133.

Procurada, a Claro informou que não há nehuma anormalidade detectada no sinal para a cidade e que o erro poder ser de programação no chip do aparelho. Impossível então imaginar que o erro está acontencendo em toda a cidade.


segunda-feira, 7 de junho de 2010

Repasse de verbas para Rio de Contas - Maio de 2010


O cidadão que deseja conhecer os valores repassados às prefeituras municipais pode acessar o Demonstrativo de Distribuição de Arrecadação no site do Banco do Brasil (no campo nome do beneficiário insira o nome da sua cidade). O link é:

https://www13.bb.com.br/appbb/portal/gov/ep/srv/daf/index.jsp

Para o mês de abril a prefeitura de Rio de Contas totalizou os seguintes valores:

TOTAL DOS REPASSES NO PERIODO

Débito Benef. = 328.498,34 D
Crédito Benef. = 1.299.801,63 C

No site é possivel verificar os repasses detalhados das seguintes receitas:

FPM - FUNDO DE PARTICIPACAO DOS MUNICIPIOS
FEP - FUNDO ESPECIAL DO PETROLEO
ICMS - DESONERACAO DAS EXPORTACOES LEI 87/96
ITR - IMPOSTO TERRITORIAL RURAL
ICS - ICMS ESTADUAL
FUS - FUNDO SAUDE
IPM - IPI EXPORTACAO - COTA MUNICIPIO
CID - CIDE-CONTRIB. INTERVENCAO DOMINIO ECONOMICO
FUNDEB - FNDO MANUT DES EDUC BASICA E VLRIZ PROF EDUCAÇÃO
SNA - SIMPLES NACIONAL
IPV - IPVA-IMPOSTO SOBRE PROP. VEICULOS AUTOMOTORES
IES - FIES-FUNDO INVEST.ECONOMICO SOCIAL DA BAHIA

Por conter inúmeros valores colocamos aqui apenas o valor global, para saber detalhadamente os valores individuais de cada repasse é só acessar o referido link.

Fonte: DAF - Distribuição de Arrecadação Federal

Charge Brasil


domingo, 6 de junho de 2010

sábado, 5 de junho de 2010

Pe. Zezinho encanta em Rio de Contas

Do Mandacaru da Serra

O show do padre José Fernandes de Oliveira, o conhecido Pe. Zezinho, encantou, ontem à noite, dia de Corpus Christi, seus admiradores de Rio de Contas e municípios vizinhos, como Livramento de Nossa Senhora, Bahia. A apresentação foi uma moderna aula de catecismo, que balançou a alma das centenas de pessoas que lotaram a praça principal daquela cidade.


Pe. Zezinho, um dos pioneiros em usar o próprio canto na evangelização, tornando-se um artista, passeou por vasto repertório, da música sertaneja ao rock da pesada, acompanhado por um afinado grupo de músicos e cantores auxiliares. Vibrou a platéia, quando cantou, por exemplo, “Meu coração tá pisado, como a flor que murcha e cai/Pisado pelo desprezo do amor quando desfaz” (Tonico e Tinoco).


E, também, Saudades de Minha Terra Querida: “De que me adianta viver na cidade/Se a felicidade não me acompanhar/Adeus, paulistinha do meu coração/Lá pro meu sertão quero voltar (...)/Estou contrariado, mas não derrotado/Eu sou bem guiado pelas mãos divinas/Pra minha mãezinha já telegrafei/E já me cansei de tanto sofrer/Nesta madrugada estarei de partida/Pra terra querida, que me viu nascer”.


Entre uma canção e outra, transmitia mensagens de fé e ensinava condutas religiosas. Disse que a função do grupo é “animar, alegrar e fazer pensar”. No show, mostrava imagens, objetos e flores, como recursos didáticos. Sobre as imagens de Nossa Senhora, disse: “lembra Nossa Senhora, mas sabemos que não é Nossa Senhora”. Fez o mesmo com a imagem de Cristo: “lembra Jesus, mas não é Jesus”.


Foi duro com os que criticam a religião dos outros: “Só religioso moleque não respeita a mãe do outro, só religioso moleque não respeita a fé do outro”. E afirmou: “Tenho faca, mas não sou assassino, seu usar, tenho imagem e não sou idólatra”. E ensinou: “A rosa vermelha é diferente da rosa branca, mas não deixa de ser rosa”. E fez todos cantarem: “Bicho homem, bicho homem, vê se aprende a conviver”.


Com refrões fortes, cantou pelas famílias: “Que a família comece e termine sabendo onde vai/E que o homem carregue nos ombros a graça de um pai/Que a mulher seja um céu de ternura, aconchego e calor/E que os filhos conheçam a força que brota do amor!”


José Fernandes de Oliveira, 68 anos, é mineiro, mas foi criado em Taubaté- SP. “Não se expõe muito na grande mídia, mas é raro um católico praticante que não o reconheça. Sua voz e seu rosto deixaram marcas em muitas gerações. Canta, escreve, publica, leciona, faz rádio e televisão, descobre talentos, deu mais de 3.000 shows no Brasil e no mundo. Fala cinco idiomas”.