quarta-feira, 25 de maio de 2011

Inscrições abertas para o Projeto Rio de Contas Imaginária


Estão abertas as inscrições até o dia 30, segunda-feira, para o Projeto Rio de Contas Imaginária. O projeto foi premiado no edital 2010 da Funarte: Prêmio Interações Estéticas - Residências Artísticas em Pontos de Cultura e a idéia é trabalhar a linguagem do vídeo para pensar a cidade, o lugar que habitamos, no caso, Rio de Contas.

O público vai desde os alunos do Colégio Carlos Souto que estão desenvolvendo um projeto com o Ponto de Cultura Ciranda de Bonecos, até os moradores da cidade que estejam interessados. O projeto é composto de oficinas de história e linguagem de audiovisual, a representação das cidades na arte, e partes práticas onde os participantes experimentarão o uso de equipamentos, a produção, edição e projeção dos vídeos nas ruas da cidade.

Saiba mais sobre o projeto.

A proposta do projeto RIO DE CONTAS IMAGINÁRIA é estimular um grupo de jovens a redescobrir a cidade de Rio de Contas e juntos desenvolvermos trabalhos artísticos em vídeo na cidade. A idéia é recriar poeticamente a relação entre indivíduo e cidade a partir da ocupação criativa dos espaços públicos. Despertar afetos, ativar tensões, olhar com atenção os detalhes de um lugar que parece tão comum. A intenção é formar um grupo para produzirmos juntos uma série de vídeos que serão projetados em espaços públicos de Rio de Contas.

O projeto parte de uma performance em audiovisual que eu desenvolvi em Fortaleza quando estava deixando a cidade que deu origem ao filme “cidade desterro”. Uma espécie de despedida filmada mas que me serviu também como forma de reencontro com a cidade que eu habitei por onze anos.

Da mesma forma a intenção é provocar no grupo o desejo de falar da sua cidade, o lugar que eles habitam, não só reproduzindo aquilo que eles apreenderam através da cultura oral, mas reelaborando esses conhecimentos através de outras formas de linguagem como o audiovisual. Pensar formas de representação e interação com a cidade.

Problematizar o espaço público a partir de um diálogo entre formas tradicionais e modernas. As possibilidades são muitas e o importante é que o grupo experimente a criação artística em diálogo com a cidade. O projeto é composto de oficinas teóricas e práticas de audiovisual e o objetivo final é a realização de trabalhos em vídeo que serão exibidos em espaços públicos da cidade.

OFICINA

# História do Cinema: primórdios, construção da linguagem clássica, as vanguardas, sempre relacionados com o espaço e a cidade.

# Arte e Cidade: A representação das cidades através da arte. Ocupação da cidade. Como se colocar diante da cidade, se posicionar, criar artisticamente com, para e nela?

# Arte e audiovisual: o cinema expandido. O uso dos recursos audiovisuais na produção artística contemporânea. Experiências artísticas contemporâneas: instalações, ambientes imersivos, site especifics, performances audiovisuais, cinema ao vivo, intervenções urbanas,..

PRODUÇÃO AUDIOVISUAL
# Pré-produção: Pesquisa e preparação dos projetos finais:

# Produção dos projetos finais: Captação das imagens, sons e edição dos vídeos # Edição e Finalização dos trabalhos

# Preparação, montagem e divulgação das exibições

# Exibições e exposições itinerantes

O projeto é uma realização da FUNARTE e da Secretaria de Cidadania Cultural do Ministério da Cultura, Governo Federal através do edital: Interações Estéticas, Residências Artísticas em Pontos de Cultura e tem como parceiros o Colégio Carlos Souto, o Espaço Imaginário (novo espaço cultural de Rio de Contas), a ONG Oásis, o Ponto de Cultura Ciranda de Bonecos, Iniciativa finalista da 3a edição do Prêmio Cultura Viva e é também Ponto de Cultura do Estado da Bahia, além de participar do programa Mais Cultura do Ministério da Cultura, Governo Federal.

A artista Gláucia Soares é a facilitadora do projeto e tem experiência como cineasta há mais de 15 anos trabalhando em diversas funções além de ter ministrado uma série de oficinas na área. Formada em jornalismo cursou Cinema na Universidade Federal Fluminense (UFF), no Rio de Janeiro e fez Pós-Graduação em Cinema na Universidade Federal do Ceará (UFC). Coordenou por dois anos a Escola de Audiovisual da Vila das Artes da Prefeitura de Fortaleza.

Informações: (77) 8112-4684.

Um comentário:

Liz Dantas disse...

Sou Rio-contense e o meu sonho é participar de um projeto assim ai em Rio de Contas, pena que vi este chamado hoje, no ultimo momento. Como posso participar deste projeto? Estou chegando ai em Rio de Contas dia 22 deste mês
Muito obrigada